quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Sentou.se no lado oposto deles. Tinha aprendido a aproveitar cada bocadinho de tempo seu. Eles pensaram logo porque é que aquela "criatura" que pulava e gargalhava o dia todo, de repente, primia o botao Off e se transformava, se guardava num casulo invisivel, com o seu proprio ritmo e se deixava bater pelos raios que quase pintavam de loiro o cabelo Ruivo e pareciam eleva.la a uma outra dimensao, ainda dentro do casulo. No entanto, como nao compreendiam, comentavam entre si e a unica explicaçao que encontravam para aquela mudança de comportamento era uma personalidade cujas bases assentavam na falsidade por nao conseguirem explicar a beleza que emanava de todos os poros. Eu olhei, do outro lado da linha e a inveja me inundou ao inicio tornou.se num subito desejo de me tornar como ela, um bocadinho. Um anjo, quase.

3 rascunhos alheios:

anGeLa* disse...

eu gostaria de ter o teu dom ! es o meu exemplo sim =)*

you're every minute of my every day =)*

mae ju* disse...

e o meu também! :)

viste-te num reflexo do comboio nao foi? ;)

* amei Tani.
quase tanto quanto te amo, a ti.

Xaninha disse...

E tu quase eras a música daquela guitarra (no Sábado) . E nessa altura, quase quis ser eu ali a tocar, com os olhos azuis a brilhar, a guitarra nos braços e as calças hippies! És puro sorriso.

 

Letras e Tons | Creative Commons Attribution- Noncommercial License | Dandy Dandilion Designed by Simply Fabulous Blogger Templates