quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Flashback

Posto isto, tudo o que tenho a fazer agora é o seguinte:

Ponho para o lado os dramatismos (não sou cá Wendla e muito menos Moritz, sei de onde vêem os bebés e, principalmente, sei de onde vêm a vida) e faço retrospectiva. E sabes o que me fica? Imagens. Dos "míudos" teatreiros que falam como se tivéssemos levado arte à jaula amarela (e levamos de facto). Da quantidade de vezes que posso dizer "sou tão feliz quando ouço esta musica". De gargalhadas non.sense a meio de uma aula de ano pré.universitário com uma turma cheia de nerdzinhos-aspirantes-á-salvação-que-é-a-medicina. De palavras com timming perfeito. De conversas que aquecem mais o corpo, aquecem a alma. De andar sem destino, a passo de caracol no meio das gentes a funcionar a mil destinos por segundo. Imagens de vida que ás vezes esqueço que existe sem ti. Não sou feita de uma parte só. Já devias compreender a minha inconstância. Sempre foi a minha parte de mim preferida. Sempre foi a que menos gostaste.

4 rascunhos alheios:

marianinha disse...

se fosses como a Wendla ou como o Moritz, tinhas uma amiga chamada Ilse, que seria eu.
os miudos teatreiros sentiram a arte pela primeira vez, e foste tu que lhes passaste isso! não é bom sentires-te assim? não é bom sentires que realmente tens alguma coisa que os´faz mesmo felizes? (para me fazeres feliz tens muitas coisas!)

De gargalhadas non.sense a meio de uma aula de ano pré.universitário e que continues com imensas gargalhadas non.sense durante este ano, sabes porquê? porrque junto às tuas gargalhadas estão as minhas, e eu preciso de ti para ser feliz, e para rir!

e tu não andas a passo de caracol, tu também és apanhada pelo sistema da escola amarela que te faz andar a um ritmo frenético. mas enquanto que uns andam a esse ritmo tão acelerado porque querem ir para o recreio brincar, outros porque estão apanhados pelo stress dos exames (se não não entram em medicina), tu andas num ritmo excentricamente acelerado, como quem não tem destino e sabe muito bem para onde quer ir, à velocidade da luz que é a da tua felicidade, e porque andas ao meu lado, num dimensão à parte, igualmente acelerada, mas porque vês muitas cores no céu, vês neve a cair, vês o sol a brilhar, sentes cada música como se fosse a melodia mais perfeita, sentes cada batimento do coração de cada um de nós, tu sentes.

Xani disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Xani disse...

e é a parte que eu mais gosto de ti. és um bocadinho de cada lado, de cada pessoa. e às vezes não percebo logo à primeira, mas gosto :)

F. disse...

Bendito seja o dia em que levaste a arte à jaula amarela :)*

 

Letras e Tons | Creative Commons Attribution- Noncommercial License | Dandy Dandilion Designed by Simply Fabulous Blogger Templates