quarta-feira, 1 de abril de 2009

"Esta noite promete"

Pela casa ouviam-se o miúdo de tronco nu a cantar "Ciara" e a voz melosa duma hot diva a gemer "Enrique" enquanto as irmãs abanavam o loiro e o castanho em heels que prometiam "curtir a brava". Base, rimel, skinny jeans, sombras, espuma e ancas a abanar como quem diz "i'm not a touching material".

Foi uma festa como prometia ser, com bocas paralelas pela mesa do jantar e a indignação crescente de uma mulher farta de ser o homem da relação á flor da pele. Saltaram e abanaram o capacete (literalmente) sem pinga de álcool para aterrarem as duas na cama com o melhor amigo a olhar para o tecto e a falar directamente do coração (qual anatomia de grey). E foi no meio de desabafos sobre homens que insistem em ser as Cinderelas dos namoros e mulheres que tem de assumir o controlo que o telemóvel (finalmente) tocou. O amigo e a irmã saíram e sentaram-se cá fora com o coração nas mãos enquanto o outro estava a ser torcido lá dentro. O rosto fragmentado abriu a porta coberto em lágrimas e a irmã correu a abraça-la e deita-la enquanto o amigo ia buscar a manta e os chocolates. Fizeram conchinha tentando aconchegar todas as lágrimas da menina e segurar no peito ferido de quem não percebe e (pior) não aceita uma ruptura com os argumentos de um só lado.


Na manha seguinte acordaram juntas, a noite tinha lavado as lágrimas e substituído a tristeza pela força de uma menina que tinha encontrado uma mulher tão maior e tão capaz de mostrar que ninguém é uma coisa só, ninguém é só princesinha ou só bitch.

O tratamento feminino continua. Hoje há sessão de terapia com series feministas, chocolate e muito mimo e bitchisse , não tivessem as irmãs uma progenitora tão pior que elas.
Esta noite promete.

4 rascunhos alheios:

Marianinha disse...

- e que irmãs jeitosas que se abanavam ao som do novo tune.
- Foi uma festa como prometia ser, OH se foi! apanhamos a oura sem pinga de álcool. E as bocas paralelas pela mesa do jantar tão típico dos nossos catraios quando se juntam connosco.
- Qual anatomia de grey!
- e como torcido ficou!
- e foi a melhor sensação, foi ter a irmã e o melhor amigo à espera, com o coração aberto, o kit de primeiros socorros, prontos para reparar o coração torcido (o coração ainda é muito forte para ser partido! e digo-o com muita muita força!).
- Mesmo que quisesse aceitar uma ruptura com os argumentos de um só lado, a irmã e o melhor amigo não o deixavam, e o coração agradece.
- a noite lavou as lágrimas e a alma, quais sonhos que tentam atormentar o coração? só lhe dão mais força.
- Esta noite promete!, promete com jipes que passam a ferro as cinderelas, que despem a princesa e dão lugar à Blair, que já está guardada há muito muito tempo.
- não tivessem as irmãs uma progenitora tão pior que elas OH se têm!

amo-te do meu coração,irmã.

Xaninha disse...

ninguém é só uma coisa :)
ainda bem que há amigos, mães e irmãs assim a segurar o coração da menina!


estou com muitas saudades tuas mãe, muitas muitas, porque eu amo-te está bem? (:

Débra disse...

Divirtam-se :D

Joana Éme. disse...

não se o "tão" precisava de ser a negrito, pah! :p

oh, vamos ter mais noitadas assim, nao vamos? *-*
sempre vos vi como as minhas meninas, as inocentes, e ontem soube-vos mulheres - UHHHHH. e tenho a dizer que amei, cada bocadinho e partilha mais ou menos indecente.
amo-vos, princesas.


e crescemos - as 3 - mais fortes e mais unidas. *

 

Letras e Tons | Creative Commons Attribution- Noncommercial License | Dandy Dandilion Designed by Simply Fabulous Blogger Templates