quinta-feira, 9 de abril de 2009

Oh so wild.

[Não sou só eu que lhe seguro o coração reciclado. Ela também segura o meu coração já quase-renovado. ]

Sabem... às vezes, nesta idade em que ainda nos estamos a adaptar às oscilações emocionais do mundo, os sentimentos são tantos, tão repentinos e profundos que é preciso um time-out para libertar tudo, antes que se torne demais para caber no nosso peito de mulheres a aprender como viver e amar tudo o que queremos sem dor (será que alguma vez se chega a aprender isso?)





Sabem...é muito boa a sensação de crescer em sintonia com a nossa irmã.

12 rascunhos alheios:

Marianinha disse...

Nós somos mesmo irmãs, sabes?
Irmãs de corações reciclados ou a reciclar, irmãs de óculos iguais, irmãs de sorrisos parvos, irmãs de abraços grátis, irmãs de conversas que não lembram a ninguém, irmãs mesmo de coração!

Às vezes é mesmo preciso um time-out para libertar tudo. E aqui para nós, eu acho que nunca se chega a aprender como viver e amar tudo o que queremos sem dor. Até lá, seguro-te no coração e tu no meu, e saltamos que nem loucas, pode ser que as preocupações se escapem pelos cabelos wild :p

e como é bom crescer em sintonia com a nossa irmã, é mesmo!
já tou com saudades tuas :p

Paladar disse...

A melhor sensação do mundo! :)

Nuno disse...

Não só às mulheres é necessário desses momentos. Eu também tenho necessidade de me pôr á varanda a gritar.

(e acredita que o faço. vizinhos? quéisso?)

Ana Moreira disse...

Ainda bem que as irmãs crescem em sinonia connosco senão nem as libertações nos salvavam das oscilações emocionais :)

Xaninha disse...

Oh, se é...

~ Jessica disse...

Olá, sou nova neste universo dos blogs e... venho assim, a jeito de convite, para ver ser começo a integrar-me.

Até breve :)

Alexandra disse...

Mas é que precisamos mesmo :O *

Joana Éme. disse...

consigo ver-vos na foto e rio-me.
saber o bem que vocês me fazem faz-me sorrir, filhotas.

oh so wild.

Joana Éme. disse...

se houve um time-out eu vou querer saber, também (a)

Joaninha disse...

E é tão boa a sensação com que se fica depois desses momentos de time-out...

Gosto muito do teu blog e da tua escrita :)

Bjinho,
Joana (2º ano, TM)

F. disse...

Esse texto diz-me alguma coisa.
Vamos acreditar que sim, que conseguimos aprender como viver e amar tudo o que queremos sem dor.

Vocês são wonderful.
Eu adoro-vos meus docinhos*

Teresa disse...

Adoro a foto (talvez porque adorei o episódio (talvez porque adoro fotografia? lol)).

Quanto ao resto... se o coração é reciclável, à partida, pressupõe-se que pode ser renovado. Nada a temer. =) Nós fomos feitos para viver.

 

Letras e Tons | Creative Commons Attribution- Noncommercial License | Dandy Dandilion Designed by Simply Fabulous Blogger Templates