sábado, 29 de agosto de 2009

Por uma noite.

Pudesse eu ser muitas individualmente e hoje era a Mulher Fatal. Só por uma noite, escolhia ter-te rendido ao amor carnal que de Amor pode ter muito. Por uma noite, curávamos a saudade de todas as aventuras prometidas na ultima noite com sabor a primeira.





Pudesse eu ser a tua Mulher Fatal esta noite e a nossa noite não tinha fim.

13 rascunhos alheios:

E. disse...

Amei a frontalidade :D

Words by feelins disse...

uma noite...que podia durar toda uma vida

Marianinha disse...

estamos num mood mto sexy mana ;)

Mara disse...

Ás vezes dá vontade de matar a saudade dê lá por onde der. Nem que seja só por uma noite, mesmo que essa noite seja errada.

P' disse...

Gostei muito , está lindo.

Davie disse...

E muitos adoram essa fatalidade numa mulher.
Gostei x)

Mana * disse...

dps d ler o teu sobre mim, ainda estou a pensar s és nerd dos musicais, ou da biologia! :b

Su disse...

amei...

bj

x Inês ( ? ) disse...

Fantástico . Hoje encontrei-me aqui .

Barbara disse...

Olha quem eu vim encontrar :)
Não sabia que escrevias tão bem, quem me dera ter metade do teu dom para as palavras :)
Ouvi dizer que vais para Inglaterra, boa sorte :) talvez ainda nos encontremos lá um dia

p.s - das-me o teu mail? ;)

P' disse...

Exacto.

Poppins disse...

Que lindo. Fiquei sem palavras.

Ot disse...

Uaauu! Fantástico.. Vou seguir (:

 

Letras e Tons | Creative Commons Attribution- Noncommercial License | Dandy Dandilion Designed by Simply Fabulous Blogger Templates