sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Quem gostarias de ser?

Senta-te. Não tenhas medo, as amarras estão aí para tua própria segurança. Não tentes fugir - não está aqui ninguém para além de ti próprio. Agora olha-te - quem reconheces? O que conheces? De ti, sim. Não, não me interessa nome, nem idade...nem profissão...nem estatuto! Isso não é quem tu és.
Sente a respiração a acelerar, a cabeça a começar a latejar lentamente...O ecrã continua a mostrar gráficos com as oscilações da tua voz e a porta está trancada. Não tens por onde fugir, consciencializa-te disso. Ai é assim que queres brincar? Seja. Sente o metal a imobilizar a tua cabeça, já só podes olhar em frente, para o teu reflexo. Vê os teus lábios gretados, o teu cabelo claramente pintado, a maquilhagem borratada. Sente-te despida e admira o teu corpo. Agora já não há nenhum amante para o amar, só restas tu. Ama-te. Tal e qual como te apresentas, sem cremes, sem bases, sem roupa estrategicamente desenhada para esconder as partes más. O que vês? Quem querias ver?
Desilusão? Esta és tu, este é o som da tua voz, este é o corpo que te cobre a alma, estes são os teus gestos.
Tirem o espelho. Tragam o ecrã. - Esta é a tua vida. Estas são as pessoas que a constituem. Porque é que não viveste mais? Porque estavas a espera de viver mais.
E agora, o que vais fazer? Já te conheces?

13 rascunhos alheios:

Débra disse...

Tania posso dizer que amei este texto? :O
Tu escreves tão mas tão bem. Acho que não tenho palavras.

Cátia Vieira disse...

Adorei, mesmo!

Cátia Vieira disse...

é como eu. Tantas vezes invejo histórias passadas em livros, dá tanta vontade de viver aquilo (: todos os meus textos não passam de ficção, não criei o blog para fazer dele um diário :b escrevo porque me dá prazer :D

Cátia Vieira disse...

obrigada! admiro também todos aqueles que conseguem escrever sobre sí mesmos, é algo que não consigo fazer. Ou então se raramente o faço nunca fica com o resultado que quero

Mara disse...

«Ama-te. Tal e qual como te apresentas, sem cremes, sem bases, sem roupa estrategicamente desenhada para esconder as partes más. »

Quem sabe fazer isto sabe enfrentar tudo. Antes de amarmos alguém temos o dever de nos amarmos a nós próprios. É essa a janela para a outra dimensão*

Muito bem dito Tânia*

Annie disse...

Oh, desculpa invadir.. gostei muito deste espacinho. :$ vou voltar sim? um beijinho *

Luís disse...

Gostava tanto de ser alg q tivesse em Londres nos proximos anos *.*

Nuno disse...

Isto parecesse um filme de terror xD

Adorei Tani ;)

F. disse...

WOW!

Débra disse...

awww, que amor Tani :) o meu não está nada de especial mas é bom saber que gostaste :')

Joana Éme. disse...

Ama-te sem precisares de ficar trancada enfrentando-te tão-só a ti mesma. Ama-te rodeada de gente, amantes que sejam. Ama-te primeiro, cumpre-te a ti primeiro, T.

E depois vê as pessoas à tua volta e vê como viveste bem. Como viveste tanto. E anseia. Porque vais ver tão mais, não tarda.

Chiquitita disse...

Gostava de não ser aquilo que quero ser. :)

Margarida disse...

podes saber quem tu és sem reflexo. sentir-te bem quando tiras o verniz das unhas e as vez naturais, sabe-las de cor, sem cor artificial. conhecer-te no meio da multidão, isso sim. é o melhor amor do mundo.

 

Letras e Tons | Creative Commons Attribution- Noncommercial License | Dandy Dandilion Designed by Simply Fabulous Blogger Templates